quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Eu vou ser Margueritte, com dois Ts

Hoje ouvindo um programa de rádio, o Light News na Transamérica Light
de Curitiba, sobre Vida Madura, só me vinha uma imagem na cabeça: a
dessa senhora sentada em uma praça lendo um livro. Quando eu envelhecer
quero ser Margueritte, quero ainda ser capaz de inspirar as pessoas e fazer
amigos, quero ter fotos nas paredes, pode ser do asilo, das minhas aventuras
pelo mundo. Quero ser capaz de me conformar com as adversidades e
ser feliz com o que a vida me der, quero rir e rir muito! Quero ler livros, reler
livros, quero que leiam para mim.
Tudo isso tirei do filme "Minhas tardes com Margueritte", com Gerard Depardieu
e Gisèle Casadesus.
Uma poesia sobre a velhice,sobre o amor, sobre a vida.









2 comentários:

  1. POIZÉ, no final de TITANIC tem uma sequencia rápida porem interessante onde aparecem varias fotos da ROSE e tudo que ela aprontou na vida apos a tragédia... super dika... quero conferir sim.

    JOPZ

    ResponderExcluir
  2. Eu achei essa parte de Titanic a mais interessante...rs
    O filme Minhas tardes com Margueritte vale a pena, além do Depardieu, a história é bonita sem ser piegas, e faz pensar que
    dá pra envelhecer com dignidade sim.
    Vlwz

    ResponderExcluir

Comente, critique, vaie, elogie... tudo é válido mas se manifeste, please?